Seja bem vindo!

Verinha Tour
Shopping Plaza Mayor,
Loja 202 - Itaipu - Niterói/RJ
 
Telefone
+55 (21) 26081721 ou
+55 (21) 99718266
 
Email
contato@verinhatour.com.br



Arquivo


Categorias


Busca

HAVANA, UM NOVO OLHAR PARA CUBA

Postado em dezembro 5, 2017

 

 

Havana , é uma cidade diferente, que faz você começar a ver Cuba, com um outro olhar. Olhares curiosos, surpresos, encantados, que nos fizeram admirar Havana e sua história marcante.

 

Havana são suas praças, suas igrejas, seus balcões e colunas, sua alegria, seu povo simpático, acolhedor…

 

Uma cidade  que ninguém consegue ficar indiferente. Cidade dos prédios maltratados pelo tempo …. porém cheia de magia.

 

Cidade que hoje já se renova…

Havana Velha, “El casco histórico, que pulsa com seus paladares, suas músicas, suas ruas estreitas… e muito mais.

 

 

Cidade hoje, repleta de turistas de diversas nacionalidades que vibram com a alegria contagiante da música, e do povo cubano.

 

Nos arredores de Havana encontra-se  Miramar, com suas mansões enormes  construídas antes da revolução ,    onde algumas embaixadas estão  localizadas ,   e também seus grandes  Iates. Lá visitamos a Marina Hemingway.

 

A cidade é dividida em Municípios, e os mais visitados, são Habana Vieja, Centro Habana, Plaza de La Revolucion, o bairro Vedado e Playa , onde está Miramar…
Em Havana Velha, você encontrará muitas opções para fazer belos passeios… a começar pela Praça de Armas: Foi a primeira praça da cidade, construída logo após sua fundação.

 

No centro da Praça, está uma estátua de Carlos Manuel Céspedes.

Esta praça está repleta de construções interessantes, como o Palácio de Los Capitanes Generales., que fica entre Obispo e O’Reilly. Este belo palacete barroco, hoje sede do Museo de la Ciudad, foi construído para os antigos governantes de Cuba.


Castillo de La Real Fuerza, construção militar mais antiga de Habana construído em 1558-1577 para proteger a cidade dos piratas. E o Palácio Del Segundo Cabo, conhecida como Real Casa de Correos, este é mais um dos belíssimos palácios de Havana Velha e mais expressivo exemplo do chamado Barroco Cubano.

Ainda, explorando Habana Vieja, poderia destacar a Plaza de La Catedral, um dos símbolos mais importantes. Uma linda praça,  tanto de dia quanto a noite. Quase uma praça fechada, é dominada pela Catedral de Havana. Esta praça é cercada por construções do século XVIII. Em 1952, o primeiro aqueduto , a Zanja Real, alcançou a praça,  foi construída para fornecer água aos navios ancorados no porto e também aos moradores

A Catedral de San Cristóbal, começou a ser construída pelos jesuítas em 1748, e concluída em 1777, pelos franciscanos. A Igreja tem este nome porque de acordo com crenças populares, até 1898, guardou os restos mortais de Cristóvão Colombo. A fachada barroca dessa Igreja, declarada um monumento nacional.

Ainda nesta bela Praça, encontra-se O Palácio de los Marqueses de Águas Claras, erguido na segunda metade do século XVIII. Já abrigou o restaurante Paris e Banco Industrial. Hoje é um bar e restaurante.

Encontra-se ainda o Palácio de los Marqueses de Arcos, construído no século XVIII,  abriga uma galeria de arte que vende  artesanato e publicações. Já foi sede central dos Correios.

 

     Ainda na Plaza de la Catedral, destacamos o Museu de Arte Colonial, datado de 1720, esse é um exemplo em Havana de arquitetura doméstica antiga. Abriga uma exposição de móveis e objetos coloniais.


Nos arredores da Plaza de Armas,  destacamos A Calle Obispo ,  uma rua muito boa, cheia de restaurantes , lojas, turistas e muita música ao vivo. Caminhar pela Obispo é conhecer um pouco da alma de Havana Velha, a beleza de seus prédios. “ Uma Calle de La Habana Vieja que me gusta particularmente “

Nesta Calle, no número 155 , você vai se deparar com uma antiga Farmácia Taquechel, muito interessante.

 

Outra Farmácia que encontramos por lá, foi a Drogueria Johnson, veja que tem o mesmo estilo da Taquechel!

 

E assim que chegar na esquina com a Rua Bélgica, vai encontrar o famoso bar e restaurante,La Floridita, com uma música deliciosa , animada e o bar com certeza lotado…. Aqui você encontrará o famoso e delicioso daiquiri. É um dos bares e restaurante mais tradicionais em Havana, visitado principalmente por Ernest Hemingway, cujo nome aparece por diversas vezes nos cardápios.O lugar tem uma decoração antiga, não é muito grande, porém lotado de turistas que vem degustar o seu famoso daiquiri.

Outros caminhos interessantes para você conhecer é um passeio pela Calle Obrapia, e ainda pela Calle Mercaderes, esta, uma das ruas mais bonitas, onde podemos descobrir uma mescla de arquitetura do centro histórico de Havana. Aqui você encontrará o famoso hotel Ambos Mundos. O  Prêmio nobel da Literatura, Ernest Hemingway, se hospedou neste hotel, onde dizem que ele escreveu ” Por quem os sinos dobram”, no coração da velha Havana.

 

Encontramos ainda nesta rua,  um Paladar, ( restaurante)  muito bom, Paladar Mercaderes…onde servem um mojito… muito bom, e a comida muito boa também.

 

Seguindo pelo Paseo Del Prado, o que nos encantou foi o Gran Teatro de La Habana, um edificio maravilhoso, inaugurado em 1838. Com belíssima fachada barroca, decorada com colunas, estátuas e sacadas, por onde passaram alguns dos mais importantes artistas do mundo. É a casa do Ballet Nacional de Cuba. O interior está todo restaurado, e é magnífico. Vale a pena fazer uma visita guiada.

 

 

Do outro lado da Avenida , fica o Cinema Payret, inaugurado em 1897, porém não está reformado, fechado é uma das maravilhas abandonadas pelo tempo. Foi um dos primeiros de Cuba, inaugurado em 1897, um ano após os irmãos Lumière apresentarem sua invenção em Paris.


O Capitólio, foi inaugurado em 1929, para sediar o parlamento cubano, é uma réplica do Capitólio de Washington, só que mais alto. Foi sede do governo até 1959 . Sua cúpula está sendo restaurada. Vale a pena também uma visita guiada, para que possa visitar o interior das salas.

 

O Parque Central, no limite entre o Centro Havana e Havana velha , concentra então alguns dos maiores tesouros arquitetônicos da Ilha, como o Hotel Inglaterra, Grand Teatro de Havana, e o Capitólio Nacional. No centro da Praça, está a primeira estátua de Martí , feita em Cuba.

 

 

O Paseo Del Prado , ou Paseo de Martí, esta larga avenida é linda. Foi construída em 1772, e era onde a aristocracia passeava de charrete. Onde se encontram ainda Charretes para passeios de turistas, assim como os maravilhosos carros antigos de Havana, e até mesmo o ônibus de dois andares, que faz um tour pela cidade.

 

 

Se caminhar no sentido do mar, para chegar no Museo de La Revolucion, repare no caminho os leões de bronze, nos bancos de mármore e também nas janelas das ruas perpendiculares, e veja o grande contraste.

O Museo de La Revolucion , está instalado onde era o palácio do ditador Fulgêncio Batista. Inaugurado em 1920.

O interior do Museu da Revolução :

Em uma praça atrás do museu está o Iate Granma , o barco que trouxe Fidel Castro e outros revolucionários do México, dando início à luta armada contra Fulgêncio Batista.

A Plaza Vieja, já se chamou Plaza Nueva, foi construída em 1559. Foi restaurada ,e os edifícios que rodeiam a praça são realmente muito bonitos. Ela foi a primeira proposta de planificação urbanística na América e centro de vida da cidade entre os séculos XVII e XVII. Se diferencia das demais praças “habaneras” porque nela não existe nenhuma igreja ou prédio público.


Nela se destacam:
A Casa Del Conde de San Juan de Jaruco, que é uma das casas mais bonitas de Havana velha, e está ocupada pelo complexo de La Casona, com lojas e galeria especializadas em arte cubana. Construída no século XVIII, foi totalmente restaurada e nela destacam-se seu bonito pátio interior , seus vitrais , e sua fachada muito bonita.


A Câmara Oscura, fica no último andar de um prédio que fica numa das esquinas da Plaza Vieja, ( Edifício Gómez Vila) Desde 2001, e funciona por meio de duas lentes e um espelho em Periscópio. A imagem é projetada , em uma plataforma côncava com quase 2m, em uma sala escura. Um guia vai girando o equipamento e explicando a cidade em 360 graus.


Outra Praça muito bonita, é a Plaza de San Francisco, onde bem no meio dela, tem a Fuente de los Leones , que servia como local de fornecimento de água potável aos navios, que paravam no porto. Toda em mármore de Carrara, a obra do escultor Giuseppe Gaggini, foi doada à cidade e colocada na Praça por volta de 1836.


Também neste praça, a Basílica Menor de San Francisco de Assis, construída em 1590 -1591. O ponto de destaque é a sua torre, de onde se tem uma belíssima vista do porto e de “Habana Vieja’.


O Cavalheiro de Paris : Durante anos , uma pessoa , com longas barbas, cabelos e capa percorria as ruas de Havana e se intitulava-se o Cavalheiro de Paris. Uns dizem que era louco, outro que era um nobre espanhol empobrecido, perdido…. e outro um Cavalheiro andante, em pelo século XX, falando de amor e andando por ruas encantadas com as de Havana. Após sua morte, foi sepultado na Igreja de São Francisco, e sua estátua, foi colocada em frente ao Convento. É impressionante o número de turistas tirando fotos , alisando sua barba ou tocando seu rosto… Com certeza, surgirá alguma lenda….

 

Ainda nesta praça, está o Café Del Oriente, muito charmoso, sofisticado, para os padrões de Havana, onde você encontra até coca-cola. A variedade do cardápio é boa, mas o foco é principalmente peixes, lagostas e frutos do mar.

 


A Praça da Catedral, quase uma praça fechada, dominada pela Catedral de Havana, talvez o conjunto arquitetônico mais harmônico de Havana.

 

Pertinho da Praça da Catedral, está La Bodeguita Del médio, o bar mais famoso e o mais popular , por ter sido o preferido de Hamingway e Nat King Cole, para tomar os mojitos. Dizem que é onde se toma o melhor Mojito em Cuba . Além do bar, que está sempre lotado, tem um restaurante com um jantar maravilhoso, carne de porco, mouros e cristianos e claro o famoso Mojito. Não esqueça de deixar o seu nome registrado na parede.

O Edifício Bacardi, está conservado, e é muito bonito. “Em 1930, se terminou o primeiro edifício de escritórios nesse estilo. El Bacardi, no qual os construtores empregaram os melhores e mais custosos materiais”. Atualmente funciona como um prédio de escritórios.

El Malecon: Barreira que protege Havana do mar, o Malecón tem cerca de 7 km.,( vai do Castillo de La Punta até próximo ao túneo do Rio Almendares, no final do Vedado.)

De dia, muitos pescadores e famílias, nas pedras tomando banho de mar, à noite uma grande agitação, com muitas pessoas passeando, conversando, namorando, tomando rum, enfim, uma alegria imensa e toda a poesia e sonho de estar em Havana.

 

Muitos cubanos aproveitam para apreciar o bonito pôr do sol, no Malecon.

 

No Malecon,  é um ponto de impacto para o turista e para os cubanos. O passeio a beira mar, serpenteia por 7 km ao longo dos bairros históricos da cidade, do centro colonial, aos arranha-céus de Vedado, revelando o passado e o presente de Havana.

 

Destaca-se o Edifício das Cariátides, construído no início do século XIX,é uma das estruturas mais importantes no primeiro trecho do Malecon.

Entre a Calle 23 e a Calle G , fica o trecho do Malecon, que faz divisa ao norte com o bairro de Vedado. Ali estão os prédios mais altos de havana .

Quase em frente ao Hotel Nacional, encontramos o Monumento ao Maine , que homenageia os soldados americanos que morreram quando da explosão do navio Maine, na Guerra da Independência..

 

O Hotel Habana Libre, é emblemático,pois foi palco de inúmeros eventos nacionais e internacionais. Foi onde Fidel Castro, se hospedou várias vezes. A imagem deste hotel correu o mundo informando sobre a Revolução Cubana. Em 1959, os revolucionários tomaram o hotel e passou então a ser alojamento e sede do novo governo. No lobby do Hotel, tem uma galeria de fotos da época.  São 25 andares, e na fachada um mural de cerâmica da pintora cubana Amélia Peláez .

O Hotel Nacional, guarda memórias entusiasmadas de ilustres personalidades que visitaram a ilha no último século, como Wiston Churchill e Walt Disney.

É um renomado hotel que mantém intacta a residência da República com a mesma elegância que teve quando era testemunha e algumas vezes protagonista de numerosos momentos, agora parte da história Cubana.

Ainda há marcas de balas em suas pilastras.

Pelo jardim, você tem uma linda vista de Havana, e principalmente do Malecon.

O bar é aberto ao público. E neste hotel, tem um famoso Caberet Parisiense, com shows à noite, não é tão famoso como o Cabaré Tropicana..

 

 

 

Estando em Havana, não tem como deixar de assistir ao lendário show do Buena Vista Social Clube, no Cabaré Tropicana .  É muito bom, jantar gostoso, a alegria e a música bastante contagiante ,vale muito a pena!  Os brasileiros são recebidos com muito carinho.

 

 

Em Havana,  a sorveteria mais famosa e tradicional , se chama COPPELIA, e é imperdível sua visita para experimentar um gostoso sorvete.  Sua arquitetura lembra uma lona de circo, e há vários boxes para você comprar seu delicioso helado.  Há filas enormes para quem compra em pesos cubanos, mas para quem compra em CUC ( moeda do turista,) há lugares diferentes para a compra, e no calor de Havana, nada como se deliciar com este sorvete.

 

O Cristo de Havana é uma majestosa escultura que representa Jesus de Nazaré, uma obra da escultora cubana Jilma  Madera. Esta imagem foi feita em mármore Carrara  e possui 20 metros de altura . Encontra-se a 51 metros acima do nível do mar, o que permite ver a escultura de diversos pontos da cidade, principalmente se estiver caminhando pelo Malecon.

 

 

Destacamos ainda, o Castillo de Los Tres Reys Magos del Morro, conhecido como Castelo del Morro,uma pitoresca Fortaleza colonial , construída em 1589, para proteger Havana.  Esta fortaleza, pode ser vista, na sua caminhada pelo Malecon.

Ao lado se encontra,  a Fortaleza San Carlos de La Cabaña  ,onde acontece uma reprodução fiel de uma tradição cubana, quando tiros de canhão eram usados para informar que as Fortalezas da cidade, à época, amuralhada, iriam fechar suas portas.  O evento, acontece sempre à noite, pontualmente às 21horas, com atores com trajes típicos e linguagem de época, e produz neste horário a explosão do tiro de canhão.

Em Havana, se respira arte e música, e no Museu Nacional de Belas Artes, você vai encontrar coleções da arte cubana desde  os tempos coloniais até as gerações contemporâneas.

Dinheiro

O turista que visita Cuba trocará seu dinheiro por CUCS (também chamado de pesos pelos cubanos, mas na realidade eles estão se referindo a CUCS). O melhor local para trocar seus valores por CUCS são as casa de câmbio, denominadas  “Cadecas”, Hotéis cobram uma taxa adicional na troca. Em termos de cotação, 1 dólar vale cerca de 0,90 CUC (o dólar sofre um deságio automático de 10% em Cuba) e 1 euro vale cerca de 1,00 CUC. Portanto, vale mais a pena levar euros, e não dólares. A moeda nacional, utilizada pelo povo cubano, vale 24 vezes menos que o dólar, ou seja, muito pouco. O turista raramente tem contato com esta moeda. Esqueça os dólares e o cartão de crédito. Portanto, CUC é a moeda dos turistas.

Como se locomover em Havana
Em termos de locomoção em Havana, uma boa opção são táxis, caso não seja possível fazer o trajeto caminhando.
Existem os táxis–triciclos nos quais o “taxista” pedala puxando até 2 pessoas sentadas no banco de trás, e existem também os táxis convencionais, que são automóveis geralmente antigos que levam o turista para qualquer parte da cidade.

Além de táxis, convencionais, modernos, há também os táxis com carros antigos.  É interessante combinar o preço da corrida antes da viagem, uma vez que taxímetros são raros, tanto nos táxis tradicionais, como nos carros antigos, que geralmente a corrida sai um pouquinho mais cara.

 

 

Há outra opção que são os Côco Taxis: Uma moto com uma estrutura em formato de côco em cima que carrega até duas pessoas, com emoção é claro..rsrs

Há também , os ônibus de dois andares, vermelhos, como os de Londres, e dá para fazer um ótimo city tour.

Ou ainda você pode fazer um gostoso passeio de charretes, se tiver com tempo , é claro.


Para as refeições:
Em Havana, você vai comer bem, principalmente, se gostar de frutos do mar e carne de porco.


Os paladares antes eram sinônimo de comida boa e barata na casa de cubanos e hoje alcançaram o status de restaurantes gourmet.

Ainda assim, come-se bem, com um vinho e sobremesa. O mais famoso deles é o La Guarida, que aparece no filme “Morango e Chocolate”. De tão famoso, só é possível ir tendo reserva. Entrei sem reserva no Paladar Los Mercaderes (Rua Mercaderes, 207 – Havana Velha) com ambiente,acolhedor e comida excelentes e passei o tempo que quis por lá.


Não deixe de provar… dois pratos típicos:” moros y cristianos” (arroz com feijão misturado), e “ ropa vieja “(carne desfiada cozida). Comer as duas coisas juntas é delicioso
Os drinks famosos, são o mojito, e o Daiquiri, e para quem gosta de refrigerante, a Tukola, é a coca cola cubana…

                                                                                           Tukola

 

                                                                                                Mojito

Atenção… para os Ingredientes…
Calabaza: abóbora
Carne de Res: carne bovina, mas não espere filé mignon
Caucha: vagem
Cerdo: carne de porco
Chorizo: linguiça de porco com muita gordura
Frijoles: feijões
Guava: goiaba
Huevo: ovo
Jamón: presunto
Lechuga: alface
Malanga: inhame
Mojo: molho
Palomita: pipoca
Pimiento: pimentão

Cuba não é tão pequena.

Não tenha dúvida que Havana, é cidade necessária e obrigatória , pelo menos para uma primeira viagem à Cuba. Com 2,4 milhões de habitantes, Havana é cidade para ser explorada com calma e com olhar atento.
A primeira característica que chama atenção quando o planejamento de uma viagem a Cuba se inicia é o tamanho da ilha. Há 14 províncias no país e pelo menos umas 6 cidades de tamanho considerável que merecem uma visita. Além do balneário de Varadero há ainda dois grandes arquipélagos que também são merecedores de atenção: Cayo Largo e Jardines del Rey
Quem viaja para Cuba deve entender que o turismo neste país é algo relativamente novo. Por esse motivo, o nível de serviço nas atividades que envolvem o recebimento de turistas ainda não está plenamente maduro e estabelecido. O resultado é um atendimento por vezes excepcional e, em outros momentos, deficiente, o que requer em algumas situações paciência e compreensão do visitante. Isso, entretanto, não chega a ser algo que comprometa a viagem. Até porque o acolhimento do Cubano, é algo que supera todos os contrastes que você encontra pela cidade.
Este é o grande atrativo de visitar Cuba, conhecer de perto todas as características que tornam este lugar uma experiência peculiar nos dias atuais..
Poderíamos dizer que Havana é uma cidade de contrastes, em tudo e por tudo. Mas Havana é sobre tudo seu povo, realmente o mais acolhedor que se pode conhecer.

Os Cubanos, nos recebem com muita alegria, acolhimento e a viagem vale muito a pena !

 

 

Visite Cuba…. Além de Havana, o mar de Varadero e seus resorts, são verdadeiros paraísos…..

 

     

 

 

Boa Viagem !

Não esqueçam que para viajar para Cuba, é necessário Visto de turista. Entre em contato conosco, para que possamos lhes orientar .

Novas regras sobre Franquia de Bagagem !

Postado em agosto 3, 2017

BAGAGENS, NOVAS REGRAS ! FIQUE ATENTO !

Postado em junho 19, 2017

 

cobranca_bagagem_02

cobranca_bagagem_03

 

cobranca_bagagem_04

cobranca_bagagem_05R1C2 sem dados

Pagina principal